quinta-feira, 9 de outubro de 2008

AGRADECIMENTO


Mais da metade dos vereadores que comporão o novo colegiado de vereadores da Câmara Municipal de Sorocaba foram eleitos com menos votos que a soma dos que obtive. É legal? Pode ser. Mas é justo? Quatro mil cento e treze eleitores confiaram a mim o seu voto. O sistema eleitoral atual transferiu esses votos a outro candidato, a outro partido. É justo para com a vontade do eleitor?
A questão está em debate no Tribunal Superior Eleitoral. Em entrevista à “Folha de São Paulo”, logo que assumiu a presidência do TSE, o ministro Carlos Ayres Brito argumenta, quando questionado sobre a tese do quociente eleitoral: Até que ponto a lei pode, a pretexto de implantar um sistema proporcional de votação e apuração, desconsiderar o voto do eleitor e desviar esse voto para quem não o recebeu? A lei, ao que parece, está entrando em contradição ao permitir que partidos e políticos se apropriem de votos que não lhes foram dados.
Além do debate no TSE, aqui, abaixo do Olimpo, onde vivem os reles mortais, tenho recebido muitas manifestações de eleitores contrariados, inconformados com o resultado.
Bem, mas esta é outra questão.
O que desejo neste momento é agradecer. Foram 4.113 eleitores que demonstraram seu apoio à minha candidatura. Demonstraram, com seu voto, seu apoio e sua confiança!
Com respeito aos vários questionamentos que me têm sido feitos sobre meu futuro político, ainda quero avaliar os resultados e, depois, decidir o caminho a seguir.
Obrigado pelo voto, pelo apoio e pela confiança!

33 comentários:

Anônimo disse...

Gabriel, foi muito triste para mim e para toda minha família ver que seu nome foi um dos mais votados e que, mesmo assim, não pôde assumir a cadeira, embora o povo de sorocaba tenha escolhido você como seu representante na câmara. Isso não é justo! Nós sabemos que quem perde com isso é a democracia, que não poderá contar com um dos políticos mais competentes que nossa história já teve para defender os nossos direitos. Um abraço indignado, Ana.

Felipe disse...

caro amigo gabriel.nossa legislação eleitoral é fraca e controversa.
vc escolheu o pcdB né, e esta escolha teve suas consequencias,espero que vc nao fique triste com esse meu comentario, mais quero dizer a vc que mudou de casa mais nao mudo de rua...a rua chamada "socialismo" que continuarei a apoiar vc em tudo que o seu coração e sua razão determinar, e saiba q toda minha familia converge do mesmo pensamento.Gabriel TUDO DE OTIMO pra vc meu caro..A LUTA CONTINUA.
ABRAÇÃO
Felipe martins

Arte em Resíduos - infinitamente durável disse...

Considero inaceitável essa Lei de ter que "doar" seus votos a quem não foi votado, acompanhei muito de perto sua campanha, acreditando e sempre acreditarei que é um politico de primeira linha, isso ainda vai mudar, tenho fé, que a justiça vai rever isso nas próximas eleições, mas vc é e sempre será um grande representante politico e principalmente ambientalista de alta categoria, é meu mestre, vc sabe.
Conte sempre comigo no que precisar, nunca estará sozinho.
Super abraço
Nadia Xocaira

eliete disse...

Oi Gabriel, estou absolutamente inconformada, meu voto foi pra você meu amigo, sei da sua luta, e não aprovo que meu voto tenha ido pra outra pessoa, e de um partido que não é o meu. Onde foi parar o nosso direito? Isso não é justo!!!Que democracia e essa? Mas a luta continua. O verdadeiro Vencedor é aquele que sempre se levanta...e você eu sei que esta de pé firme e forte pra lutar como uma águia..bjus no coração...Ely Bom

Andreia Pinheiro disse...

Oi Gabriel, eu estou aqui pra dizer que eu estou indignada, com o que chama se democracia, como pode ser isso, onde eu tenho o direito de votar, porem nao posso eleger, por conta de um partido que nao obteve a somatoria dos votos que precisa?, eu quero eleger voce, como pode prevalecer a vontade de 1900 pessoas e as de mais de 4 mil nao?, onde esta a democracia nesta questão, nao sei, porem fica cada dia mais dificil acreditar, mas eu repito, em voce eu confio e vou continuar confiando, votando seja pra vereador deputado ou o que for, e pode acreditar essas mais de 4 mil pessoas tambem , é isso mestre desde que fui sua aluna que voce nem era candidato eu ja votaria em voce, Obrigada por tudo que voce fez por nos e acredite, essa votação e a maior prova que seu trabalho e reconhecido. beijos

Francisco Júnior disse...

Olá Gabriel como vai? Li o seu texto e como eleitor e cidadão sorocabano minha opinião não foge muito ao que deve ser o pensamento de 4.113 eleitores de nossa cidade. Como você mesmo disse, é legal? sim, mas é justo?, Bem aí a resposta com certeza tomaria outro rumo. O sistema proporcional de eleição adotado no Brasil para as Assembléias e câmaras municipais está longe de ser democrático e representar a real vontade da população. Esse nosso sistema a princípio leva em consideração a unidade partidária, a representação de um ideal adotado pelos partidos, mas cá entre nós, idealismo partidário está deixando de existir. Hoje os partidos estão ligados a interesses individuais, parcerias empresariais para tornar possível certas manobras políticas, e nem toda troca de partido tem um fundamento idealista e lógico segundo princípios de democracia como a sua migração do PT para o PC do B. Troca-se de partido como troca-se de roupa, de carro, de escova de dente. Algumas tentativas de se implantar outro sistema no Brasil fracassaram, mas a discussão ainda persiste, e está presente até no TSE, como a declaração do Ministro presidente do TSE Carlos Ayres, abordada por você. O nosso sistema eleitoral para o legislativo é injusto pra mim, pra 4.112 eleitores de Sorocaba, para o meu professor de Direito constitucional, até para o presidente do TSE o ministro Carlos Ayres, e com certeza para tantos outros candidatos, eleitores, estudantes, cidadãos brasileiros... e se vivemos em um país democrático que deve ser governado por representantes LEGAIS eleitos pelo povo, para exercer a vontade deste, nosso sistema é ineficaz e a tendência é ser substituído. Quero pesquisar os projetos de lei que não obtiveram êxito na tentativa de implantação de um outro modelo eleitoral legislativo e se for de sei interesse voltar a debater esse assunto com mais ferramentas à mão. Abraços Gabriel

Carla Wanessa disse...

Gá, vc sabe que eu não sou comunista..não por não desejar ou acreditar em revolução (inclusive luto por ela!!) mas por acreditar que o poder corrompe...por isso, acho essa discussão sobre número de votos quase redundante...se o sistema quisesse que fossemos ouvidos, nossas crianças não sairiam da escola analfabetas...
Beijuuuuuuuuuuuuuuu
Carla Wanessa

Lena disse...

Continue valente e conte com nosso apoio sempre que precisar. Lena e toooooda a família.

José Carlos disse...

Oi, Gabriel!Realmente foi muito injusta essa eleição! Essa lei de quoficiente eleitoral, é mais uma injustiça em um país tão injusto como o nosso! Discordo, com que o Felipe escreveu! É claro, que seria mais fácil para o Gabriel ter ficado onde estava. Provavelmente seria eleito, mas existe mais coisa em jogo! A dignidade, por exemplo! E isso não tem preço!! A luta continua! Abraços, Zé!

guirose disse...

oi gabriel
tudo bem
eu e minha mãe benedita ,ficamos muito triste por você não ter consequido ser vereador e estamos mais triste ainda por terem cometido esta injustiça com você.
que pena!


ass:guilherme molina toth

folito2 disse...

Querido Gabriel,

Achei seu texto muito pertinente. Me parece que a lei de quoeficiente é injusta, pois além de excluir o candidato "bem" votado também descaracteriza a formação de uma Câmara Municipal mais equilibrada politicamente, possivelmente facilitando leis que eventualmente possam ser prejudiciais a população.

Um garnde abraço,Fernando Prado

Felito disse...

Querido Gabriel,

Achei seu texto muito pertinente. Me parece que a lei de quoeficiente é injusta, pois além de excluir o candidato "bem" votado também descaracteriza a formação de uma Câmara Municipal mais equilibrada politicamente, possivelmente facilitando leis que eventualmente possam ser prejudiciais a população.

Um garnde abraço,Fernando Prado

Larissa Andressa disse...

A questão do coeficiente eleitoral muitas vezes está indo de encontro com o nosso direito de votar,com a democracia.
Temos direito do voto,mas a vontade da maioria não é respeitada??Muito estranho!
Era a vontade de sorocaba a sua eleição,mas ainda não estou acostumada com esse tipo de democracia,que coloca muitas vezes pessoas despreparadas e com interesses contrários ao da população,afinal,se não foram tão bem votadas,deve existir algum motivo.
Torço por você,e espero que isso algum dia mude!
Um abraço,Larissa

Renato disse...

Olá Gabriel!
Primeiro quero lhe dizer da satisfação e o prazer de poder ter trabalhado contigo nestes ultimos mêses, embora não tenhamos conquistado aquilo que almejamos, (uma cadeira na câmara municipal)
tivemos uma votação muito boa, são mais de 4 mil cidadãos sorocabanos que acreditaram na sua seriedade,
que depositaram em ti este voto de confiança o que nos motiva a seguir em frente e não desistir nunca!
Estarei sempre nesta luta e sei que a batalha não acaba aqui, temos muito o que fazer daqui pra frente, então camarada,
Bola pra frente!

Hasta la victoria siempre!(Che)

Odair disse...

Oi Gabriel, parabens pelo seu lindo depoimento, eu não sou tão bom para dar meu depoimento mas o que eu escrever aqui é de coração, desdse que eu tive o previlégio de conhece-lo nos atamos uma amizade muito forte, a nossa família te adora, vc. foi o único político a se lembrar da minha filha Amanda que está com cancer mesmo em campanha vc nunca esqueceu de dar uma ligadinha de conforto para ela, vc. recebeu uma boa votação foi uma pena que vc não conseguiu se eleito, mas na próxima vez voce consegue, pois nós estamos precisando de vc como vereador deputado ou até prefeito, um abração de odair e família.

Rosa Maria disse...

Um fato como este que vivenciamos,a frustação de ver nosso candidato a despeito da obtenção de um número expressivo de votos não poder assumir uma cadeira , nos faz pensar que não sem tempo deva se repensar essa tal de proporcionalidade.
Gabriel será será sempre a opção da postura de luta ( sem perder a ternura!). Que possamos num breve tempo postarmos num espaço como este a comemoração da vontade de muitos, Gabriel eleito!!! Façamos.....

Tisf disse...

Eu acho que uma das grandes distorções do nosso sistema e que precisa urgentemente ser corrigida é justamente o coeficiente eleitoral. É uma pena mesmo não ter dado, mas daqui dois anos teremos outra eleição. Não desista e siga em frente!!

Abração

Heitor Silveira de Capão Bonito disse...

Gabriel merecia se eleger. Sorocaba perde um braço forte no legislativo.
Infelizmente, a nem tudo que é direito é justo!

Mas acredito que DEUS sabe de todas as coisas. Sendo assim, sei que DEUS tem planos maiores para a vida de Gabriel!

DEUS abençoe

betucury disse...

Continuamos a caminhada e agora para modificar esse estado de coisas....com Certeza...Chamaremos Gabriel, mais quantas vezes forem necessárias e chamaremos a atenção para as mudaças... Forte abraço

Marcio disse...

A lei é injusta? É sim. Mas é a lei, e todos já sabíamos dela antes de participar do "jogo". Só não entendo o pq do PT que sempre se coligou nas proporcionais com o PCdoB, não o fez este ano.

***Crazzy*** disse...

ESTOU DECEPCIONADA!

Voce é um dos mais bem preparados,por isso votei em vc e meus familiares tb,estou indignada,meu voto ser repassado assim,para quem eu não votaria...continuo confiando em vc,na sua competencia,na sua responsabilidade social...pode contar sempre comigo na sua luta!!!

FORÇA SEMPRE!!!

Sissa Crazzy

Andrei Kozyreff disse...

Que democracia, hein? Fico muito triste ao ver coisas assim acontecendo. Mas a gente não pode deixar isso nos desanimar. Abraço, Gabriel!

Sergio Geraldo disse...

Nunca devemos nos deixar abater, voce acompanhou o que se passou comigo, eu segui sempre em frente.
Sempre tive em mente lutar sempre desistir jamais. e também aprendi uma coisa muito importante: " Nunca diga que voce tem um grande problema para Deus, e sim diga ao seu problema que você tem um grande Deus". Amigão vamos em frente que atráz vem gente. Abraços. Estamos sempre por aqui.

Anônimo disse...

Gabriel, você tem toda razão, particularmente estou revoltado com o sistema de transferência de votos! O voto não é para se um direito inalienável? Como pode ele ser transferido para alguém que não escolhi para me representar? Acho que a maioria das pessoas nem sabe que isso acontece e, se soubesse, se oporia a tal procedimento!

Abraço,
Cronópio

Vania Patricia disse...

Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma. É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida. Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um "não". É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta. Pedras no caminho? Guarde todas, um dia poderá construir um castelo. Vc tem toda razão , mas confie em Deus sempre.

Anônimo disse...

Bem... Da minha parte, vou votar de novo, e de novo, e de novo, até esse coeficiente eleitoral se cansar...

Abraços,

Álvaro

Rodrigo Hogera disse...

Prezado Gabriel,

É triste sabermos que apesar de mais de 4 mil votos vc nao fora eleito, mas é com alegria que sabemos que vc tem uma aceitaçao mto forte e, que por motivos e/ou razoes que nem cabem a nós comentarmos, infelizmente vc nao obteve uma vaga junto ao poder legislador da nossa cidade, mas a vida é assim, feita de desafios, e eu tenho certeza que vc continuara firme e forte na luta, pois como vc mesmo diz, és um militante, seja ambiental, social, nao importa, o notorio é que vc esta sempre na luta, entao, nao deixe de lutar, jamais, "has la victoria siempre", companheiro! Abraços
Rodrigo A. Hogera

Renan disse...

Companheiro, não é a primeira batalha e nem será a ultima que passamos juntos! Tenho certeza, que vc sabe que tem um companheiro aqui, que comunga dos mesmos ideais que vc! E que na vitoria ou na derrota estaremos sempre juntos! Forte Abraço, Renan

Suely disse...

Olá meu querido amigo
Como sabemos, as pessoas dão a sua procuração (VOTO) à melhor pessoa que possa representar a sua posição política (idéias que se assemelham às suas próprias idéias). Dificilmente elas votam em partidos políticos, simplesmente porque as ideologias destes, na atualidade praticamente não existem ou são bastante confusas, para o eleitor. Tanto é que os próprios integrantes dos partidos mudam de chapa política como trocam de roupa, porque não acreditam em suas ideologias ou por questões de interesse pessoal.
Agora, não é justo que uma regra qualquer transfira a procuração (VOTO) do eleitor para outra pessoa (candidato), ou um grupo de pessoas (partido) que não seja a pessoa escolhida pelo eleitor. Na minha visão isto é ilegal. (é uma manobra política, em outras palavras ESTELIONATO- que por sinal é crime)
Outra coisa que não é justo é o tempo diferente que um candidato tem em se apresentar ao eleitor em detrimento do outro. O justo seria tempo igual à todos.
Você recebeu 4113 votos de pessoas que te conhecem, conhecem seu trabalho e acreditam em você. (isso na sua Cidade, porque se fossem computados os votos de outras Cidades, esse número seria muito maior)
Acredito que já está na hora de nós cidadãos nos manifestemos para a mudança de uma regra injusta e ilegal, que colocam pessoas indesejáveis, manipulando a nossa vida cotidiana, que trazem todas as conseqüências sofremos.
Respeito.... mas não concordo com a Carla colocou.... “por isso, acho essa discussão sobre número de votos quase redundante... se o sistema quisesse que fossemos ouvidos, nossas crianças não sairiam da escola analfabetas...” isso é “jogar a toalha”, deixar que outras pessoas manipular nossos destinos. Essa discussão em minha opinião é muito pertinente e necessária para mudarmos o estado das coisas, porque temos inteligência suficiente para isso, mas não temos o hábito de lutar pelos nossos direitos e participar organizadamente, mas isso é só construir.
Uma sugestão seria fazer um manifesto eletrônico e encaminhar ao TSE para mostrar nossa indignação e repudio a toda essa situação e para que nosso voto seu respeitado.
Por isso meu amigo, estarei com você nessa luta, e continuo acreditando em você.
Mondibeijus
Suely

Jidelson disse...

O blog está perfeito, repleto de temas de extrema importância. parabéns, grande camarada!!!

Anônimo disse...

Parabéns Gabriel, duplamente, primeiro pela sua quantidade de votos que teve na eleição, isso eu já externei no dia seguinte ao resultado, se você não recebeu, receba agora essa minha manifestação;segundo porque você é honesto e acredita realmente nas coisas que prega e faz, e tanto é verdade que chega a ser tocante a sensibilidade demonstrada com as coisas da natureza. Continue assim, você é autêntico, precisamos de pessoas que fala e faz, e você representa esse ser tão necessário pela defesa do meio ambiente.Quanto a legislação eleitoral, infelizmente como advogado só tenho a lamentar o fato de apesar dos votos,não ter sido possível a sua eleição,esse é o Brasil que somos obrigado a viver e ver,talvez seja assim sacrificando pessoas de bem,para que os donos do poder possam depois ter como reclamar, o que não ocorreria se tivesse no meio político apenas pessoas honestas.Você iria engrandecer a Câmara Municipal de Sorocaba, mas parece que você incomoda o Poder,não o legítimo que emana do povo,mas aquela ficção que está na Constituição Federal apenas para dizer que há legitimidade .Contudo, Parabéns pela sua postura.
Joel de Araujo/Advogado

ELCIO E ADRIANA disse...

Alô Gabriel, amigo querido. Seus textos estão ótimos, esclarecedores e esclarecidos. Sua indignação quanto ao critério para eleger o vereador é plenamente justificável e abre a discussão. Mas, não é só isso. É inaceitável que Gabriel Bittencourt não esteja na Câmara e lá estejam alguns que, pelo amor de Deus, não poderiam estar lá. Abraços pelo texto sobre as palmeiras. Até eu que pouco entendo disso não tenho como aceitar tal absurdo. Amo a Natureza mas estas plantas contribuem com o quê, se as compararmos a outras? Valeu pela orientação. Mas, a Prefeitura de Sorocaba não está aberta a ouvir quem sabe o que fala e não concorda porque teme pelo emprego ou por agradar ao chefe. Viva você, amigo querido. E lembrar que começamos a discutir sobre aquele ipê em frente ao Corpo de Bombeiros do Cerrado. Boa memória, não é?

Anônimo disse...

Você sabia aonde estava pisando. Infelismente só vai incomodar quando passa por essa situação.
Fazer o quê?!