quarta-feira, 24 de junho de 2009

Um dia sem carne




No mês de maio, a prefeitura de Ghent, na Bélgica, lançou uma campanha com o objetivo de promover a sustentabilidade. Desde então, as quintas-feiras passaram a ser um dia sem carne naquela cidade. Claro que não de forma compulsória.
Esta semana, na Grã Bretanha, Paul McCartney e suas filhas Stella e Mary manifestaram seu apoio a campanhas semelhantes nos Estados Unidos e na Austrália. Segundo o ex-Beatle, “muitos de nós nos sentimos impotentes diante dos desafios ambientais(...)Designar um dia da semana no qual se deixa de consumir carne é uma mudança significativa que todos podem adotar e que vai ao cerne de várias questões importantes, políticas, ambientais e éticas, todas ao mesmo tempo”.
Dados da ONU revelam que a criação de animais de corte é responsável por 18 por cento das emissões mundiais de gases estufa - que provocam alterações climáticas no Planeta. Isto é mais do que o provocado pela indústria automobilística.
Governantes, profissionais da área ambiental, professores, todos temos responsabilidades socioambientais e todos podemos fazer alguma coisa que esteja ao nosso alcance. Proponho, para quem não é vegetariano, que copiemos a iniciativa e, já que segunda-feira é o dia da culpa pelos excessos do final de semana, então: segunda-feira sem carne!.
Ter atitudes socioambientais sustentáveis é um dever de todos nós!

6 comentários:

Anônimo disse...

Olá Gabriel. Parabéns pelos textos, mas ainda não consigo evitar a carne, um dia talvez.

Janio Ribeiro
PT Indaiatuba

Clarice disse...

Me fez lembrar da famosa frase de LEONARDO DA VINCI: "Haverá um dia em que o homem conhecerá o íntimo dos animais. Neste dia, um crime contra um animal, será considerado um crime contra a própria humanidade". Confesso que não sou vegetariana, mas comer carne não faz parte do meu dia a dia, por não gostar muito. Espero poder estar contribuindo de alguma maneira. Um abraço.

Clarice disse...

Bem, me fez lembrar da famosa frase de LEONARDO DA VINCI: "Haverá um dia, em que o homem conhecerá o íntimo dos animais. Neste dia, um crime contra um animal, será considerado um crime contra a própria humanidade ". Confesso que não sou vegetariana, mas comer carne não faz parte do meu dia a dia, por não gostar muito. Espero estar contribuindo de alguma maneira.

Anônimo disse...

Oi ,Gabriel.Pela nossa saùde,pelo planeta ou por compaixão aos animais,o futuro será 7 dias da semana sem carne .

Luiz Fernando disse...

Olá Gabriel,

Parabéns pelo texto, vejo que é possível que isso se torne uma realidade, porém vejo que para que as crianças cresçam com essa mentalidade, seria importantíssimo que nas escolas fosse feita uma ampla divulgação do tema e das qualidades de uma vida saudável sem o consumo de carne. Sem essa prática, e após desenvolvidos, os adultos já foram acometidos pelos "vícios" da sua alimentação, e somente após uma prescrição médica rígida mudam os alimentos do seu prato. Um grande abraço! Luiz Fernando de Castro

Anônimo disse...

Olá Gabrie,

a igreja católica então nem se fala.
Há quase dois mil anos instituiu alguns dias sem carne.
Igreja ecologista, né?